Amamentar emagrece?

amamentar emagrece, amamentar, amamentação, amamente bem, guia da maternidade, salvador-ba

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, recomenda-se a amamentação exclusiva no peito até o sexto mês de vida do bebê, idade em que podem ser introduzidos alimentos sólidos. Quando possível, é aconselhado continuar amamentando ainda depois disso, pois o leite continua sendo uma importante fonte de vitaminas, calorias e sais minerais.

Continuar lendo

A pega correta é essencial

A pega correta é essencial, por Fernanda Miranda, enfermeira da Acalento.

Um dos pontos principais para o sucesso da amamentação é a “pega correta”. Ela evita dor e fissuras, diminui o risco de ingurgitamento mamário, mantém a produção de leite adequada às necessidades do bebê, permite o ganho de peso ideal, evita a introdução de fórmulas e o desmame precoce.

Continuar lendo

Volume de leite nos primeiros dias de vida

Uma das principais causas do fracasso da amamentação é a administração precoce de complementos ( leite ou soro glicosado), com a falsa crença de que nós primeiros dias a mãe não tem leite suficiente. Muitas vezes contribuímos para manter essa crença com frases como ” no princípio não tem leite, mas tem colostro” ou ” até o terceiro dia o leite não desce”.

Continuar lendo

Posições para amamentar: qual a melhor?

posições para amamentar, amamentar, amamentação, acalento consultoria, banco de leita, guia da maternidade, salvador-ba

Posições para amamentar: qual a melhor?, por Fernanda Miranda, enfermeira da Acalento.

Não existe a melhor opção entre as posições para amamentar. O que existe é a melhor posição para você e seu bebê. O importante é estar relaxada , com costas e braços bem apoiados, o bebê bem posicionado, com a cabecinha e corpo de forma alinhada, e que ele alcance o seio com facilidade.

Continuar lendo

Rejeição unilateral: quais as possíveis causas?

rejeição unilateral - viviane souza - amamente bem

Rejeição unilateral: quais as possíveis causas? Por Viviane Souza, enfermeira da Amamente Bem.

Existem bebês que querem sempre o mesmo peito em todas as mamadas. Alguns querem sempre o peito esquerdo, e nunca mamam o direito. É a chamada rejeição unilateral. Nesses caso, um peito acaba produzindo mais leite do que o outro. Não se devem confundir com os bebês que mamam só um peito em cada mamada (o que é totalmente normal).

Continuar lendo

Adoção: Mães adotivas também podem amamentar!

amamentar amamentação adoção

Adoção: Mães adotivas também podem amamentar, por Viviane Souza, enfermeira da Amamente Bem.

Para uma mulher que pretende passar por um processo de adoção, sem ter passado por toda a transformação hormonal de uma gestação, mas que mesmo assim deseja amamentar, isso é possível graças à lactação induzida.

Continuar lendo

Amamentação exclusiva X chupetas e mamadeiras

Amamentação exclusiva

Amamentação exclusiva X chupetas e mamadeiras, por Viviane Souza, enfermeira da Amamente Bem.

Um dos fatores que contribuem para aumentar os problemas de sucção durante a amamentação exclusiva é o uso de chupetas e mamadeiras. A explicação popular é que o bebê acaba preferindo a mamadeira porque mamar assim é mais fácil e cômodo. Na verdade, para o bebê é mais cômodo mamar no peito, que está anatomicamente preparado para isso. Foi comprovado que os prematuros mantém uma temperatura, frequência cardíaca e saturação de oxigênio mais estáveis enquanto mamam no peito do que enquanto tomam mamadeira.

Continuar lendo

Apojadura: a descida do leite!

apojadura

Apojadura: a descida do leite! , por Fernanda Miranda, enfermeira da Acalento.

A Apojadura, mais conhecida como “descida do leite”, é um processo fisiológico da amamentação. Consiste na dilatação dos alvéolos, local onde é produzido o leite, e de todas as estruturas da mama envolvidas no processo, com a ajuda de hormônios, tendo como finalidade a preparação das mamas para o aumento da produção e a transição do colostro para leite intermediário.

Continuar lendo

Amamentação sustentável

amamentação

Amamentação sustentável, por Mariana Costa, nutricionista da Clínica Humaninhos.

Aleitamento materno – Presente Saudável. Futuro sustentável. Esse é o tema trabalhado durante a semana mundial de aleitamento materno a ocorrer em agosto de 2016. Tema amplo e que nos permite refletir sobre diferentes aspectos. Mas, inicialmente, vamos visualizar a seguinte situação: nasce um bebê -> o bebê é apresentado à mãe. Nesse contexto os dois precisarão aprender muito um com o outro: a mãe a amamentar e o bebê a mamar. Nossa! Quem já amamentou, saberá lidar com isso um pouco melhor. Quem irá amamentar pela primeira vez, se angustia com inúmeras expectativas. E sem o apoio e as orientações adequadas, as angústias podem se tornar frustrações e dentre seus questionamentos um que se repetirá: “porque ninguém falou que era tão difícil”. Melhor dizer, um desafio. Mas não impossível.

Continuar lendo

“Por que amamentar?” Se você ainda tem dúvidas, eu te dou várias razões!

Amamentar

Por que amamentar? Por Mércia Casaes, nutricionista;

  1. Reduz a mortalidade infantil
  2. Reduz patologias gastrintestinais
  3. Evita infecção respiratória
  4. Diminui o risco de alergias
  5. Reduz a chance de obesidade
  6. Melhora o estado nutricional
  7. Contribui com o desenvolvimento cognitivo
  8. Melhora desenvolvimento da musculatura da face
  9. Proteção contra câncer de mama
  10. Promove o vínculo afetivo entre mãe/filho
  11. Melhora qualidade de vida
  12. Reduz a mortalidade infantil

Segundo OMS e Unicef, cerca de 6 milhões de vidas de crianças estão sendo salvas devido ao aumento das taxas de amamentação exclusiva.

Continuar lendo